(Totens do Poupatempo em SP.| Foto: Governo de SP/ Divulgação)

A Socicam, procurou o governo do Paraná propondo desenvolver um projeto de centrais de atendimento ao cidadão. A ideia envolve disponibilizar, em um único espaço físico, todos os serviços de interesse público que são de responsabilidade estadual, como os realizados pelo Detran e Instituto de Identificação.  A Socicam já presta esse serviço em outros estados, como Espírito Santo e São Paulo (o chamado Poupatempo)

Dentro do sistema de Parcerias Público-Privada (PPPs), o mais comum é o governo abrir um PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse), que é quando o poder público comunica que pretende ceder uma obra ou serviço para a iniciativa privada e convida empresas para realizarem o projeto. No caso, foi uma MIP (Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada), que é quando uma empresa procura o governo se candidatando para elaborar um projeto que tem a intenção de executar e daí pede a autorização governamental.

Na tarde de sexta-feira (20), o Conselho de Parcerias aprovou o pedido da Socicam, mas, em forma de chamamento público, deixou em aberto para que outras empresas também possam apresentar estudos preliminares. O investimento estimado na instalação dos centros é de R$ 330 milhões.

Segundo o secretário estadual de Planejamento e Projetos Estruturantes, Valdemar Bernardo Jorge, iniciativas como o PIÁ, que é um concentrador virtual de serviços públicos (e na gestão anterior era chamado de Governo Digital), desempenha um importante papel como facilitador para os cidadãos, mas não chega a uma parcela significativa da população, que ainda tem dificuldade de acesso à internet.

Fonte: Gazeta do Povo
Comunicação/Sineaa/2019

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Hsites, Especializados em Web para a área Médica

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?