Um contrato para que o BNDES realize a operação estaria prestes a ser assinado e a expectativa é arrecadar R$ 5 bilhões com leilões.

O secretário Nacional de Aviação Civil, Dario Rais Lopes, afirmou à imprensa que o governo federal pretende vender a participação de 49% da Infraero nos aeroportos de Guarulhos (SP), Brasília (DF) e Confins (MG) até o fim de 2018. Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, já há um contrato em elaboração para que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) faça a operação de venda dos ativos.

O cálculo do valor das participações e a avaliação de condições do mercado já estariam prontos. Lopes teria explicado que o governo planeja arrecadar cerca de R$ 5 bilhões com o desinvestimento.

A venda dos ativos deve ser feita via leilão, cujo edital trará limitações para os atuais sócios da Infraero.

Os aeroportos em questão operam em regime de concessão iniciados entre os anos de 2012 e 2013. O aeroporto de Guarulhos foi arrematado por um consócio formado por Invepar e pela ACSA; o aeroporto de Brasília está sob concessão da argentina Corporación America; já o aeroporto de Confins está nas mãos de um grupo criado por CCR e Zurich Airport.

Os aeroportos de Viracopos, em Campinas, e Galeão, no Rio de Janeiro, também devem ser avaliados pelo BNDES, mas não há expectativas de que sejam vendidos neste ano.

Fonte: Lexis 360.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

10 + três =

Hsites, Especializados em Web para a área Médica

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?