Associação Internacional de Transporte Aéreo, formada por 290 companhias de 120 países, recomendou cautela aos governos ao passar aeroportos para iniciativa privada.

São Paulo – A Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata) recomendou cautela aos governos que planejam privatizar aeroportos ou transferi-los por tempo determinado à iniciativa privada. A Iata representa cerca de 290 companhias aéreas de 120 países, incluindo do Brasil.

A recomendação foi aprovada pela unanimidade dos participantes da 74ª assembleia geral anual da entidade, que aconteceu esta semana, em Sydney, na Austrália.

Em um documento produzido com a intenção de servir de guia para gestores públicos e divulgado durante a assembleia, a associação destaca a importância de que os projetos de privatização ou concessão da infraestrutura aeroportuária levem em conta uma visão de longo prazo e não ganhos imediatistas.

Atualmente, cerca de 14% dos aeroportos mundiais têm ao menos parte de seus serviços privatizados.  Desde 2011, dez aeroportos brasileiros já foram concedidos à iniciativa privada: Brasília, Confins (MG), Galeão (RJ), Guarulhos (SP), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), São Gonçalo do Amarante (RN), Salvador (BA) e Viracopos (SP).

Fonte: Agência de Notícias Brasil-Árabe.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Hsites, Especializados em Web para a área Médica

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?